O coronavírus: joia da coroa da nova ordem mundial ou golpe decisivo para a globalização?