Forças russas possuem 30 vezes mais mísseis de cruzeiro que há 6 anos atrás