EUA estão prestes a sancionar o mundo se não pararem de comprar armas russas