Depois de fracassar no Iraque, Síria, Líbano e Iêmen, Arábia Saudita tenta uma “vitória” na Palestina