Como o “plano de paz de Trump” redesenhará as fronteiras de Israel para excluir os não-judeus