China desafia sanções dos EUA contra a Venezuela. Continuará a importar petróleo da Venezuela e apoiar o governo de Maduro