Washington Post divulga notícias falsas sobre os ‘cemitérios’ dos coronavírus no Irã

O deputado norte-americano Ilhan Omar (D-MN) (L) conversa com a presidente da Câmara dos Deputados Nancy Pelosi (D-CA) durante uma manifestação com colegas democratas antes de votar no HR 1, ou People Act, nos degraus orientais dos EUA. Capitólio em 8 de março de 2019 em Washington, DC.  (Foto AFP)

Esta imagem mostra o artigo do Washington Post intitulado “Covas de enterro de coronavírus tão vastas que são visíveis do espaço” publicado em 13 de março de 2020. (Imagem via mídia social)

O Washington Post voltou-se para publicar notícias falsas sobre a resposta do Irã ao surto de coronavírus, alegando que o Irã cavou “valas de sepultamento” em massa para as vítimas da doença e estava cobrindo o verdadeiro número de mortes.

À medida que países em todo o mundo enfrentam o surto de COVID-19, a luta do Irã para conter a doença mortal atraiu mais atenção do que o habitual das principais empresas de determinados países.

Apesar das inúmeras declarações de funcionários da Organização Mundial da Saúde elogiando os esforços do Irã contra o surto, alguns veículos se concentraram em temas erroneamente semelhantes sobre o Irã; que o país está em caos, está lidando mal com o surto e que está “colocando outros países em risco”.

Irã e o vírus

Irã e o vírus

O Irã está lutando contra dois surtos, apenas um dos quais é um risco para a saúde física. A outra é uma tendência, igualmente maligna, de retratar o país como uma ameaça global, de uma maneira muito nova.

O Washington Post publicou especificamente uma série de relatórios politizados e exclusivamente voltados para a conspiração sobre o surto de coronavírus no Irã.

Seus relatórios mais recentes incluem manchetes como “O governo do Irã está no caminho de uma catástrofe de coronavírus”, “O Irã luta para conter o surto de coronavírus, colocando em risco os países do Oriente Médio” e “O Coronavírus agride a liderança do Irã, pois os dados mostram que a disseminação é muito pior do que o relatado ”.

Em seu artigo mais recente sobre o Irã – intitulado “Covas de coronavírus tão vastas que são visíveis do espaço” – o diário americano afirma que imagens de satélite mostraram “trincheiras” recém cavadas do tamanho de um “campo de futebol” para acomodar corpos das vítimas de coronavírus .

Buracos de enterro de coronavírus no Irã são tão vastos que são visíveis do espaço

Buracos de enterro de coronavírus no Irã são tão vastos que são visíveis do espaço

As autoridades iranianas começaram a cavar um par de trincheiras para vítimas apenas alguns dias depois que o governo divulgou o surto inicial. Juntos, seus comprimentos são os de um campo de futebol.

As imagens de satélite ilustram supostamente um cemitério perto da cidade epicentral do Irã, Qom. O jornal cita relatos e vídeos dúbios que circulam pela Internet sobre o Irã encobrindo suas mortes por coronavírus.

O relatório conclui que as sepulturas foram cavadas para “acomodar o crescente número de vítimas de vírus em Qom”.

Nazanin@nazaninzar
The Washington Post

@washingtonpost

Coronavirus burial pits so vast they’re visible from space.

Iranian authorities began digging a pair of trenches for victims just days after the government disclosed the initial outbreak. https://wapo.st/38FQ2ep 

View image on Twitter

309

Twitter Ads info and privacy

Esfandyar Batmanghelidj@yarbatman
Replying to @yarbatman

8. Let me also add that I am not sure what the satellite imagery adds here given that we have videos shot from the cemetery by Iranians and shared on social media in which the individuals filming both indicate the extent of the new graves and the number of individuals buried.

Esfandyar Batmanghelidj@yarbatman

9. Iran isn’t North Korea (a fact @erinmcunningham + @DDaltonBennett + @fab_hinz know well). So if you want to know what’s happening in Iran, you really can turn to Iranian news agencies and get most of the story. Follow Iranians on social media and you’ll get the rest.

142

Twitter Ads info and privacy
20 people are talking about this

Observadores apontaram que o comprimento total dos supostos 100 metros de “fossos” nas imagens de satélite não pode acomodar mais de 75 a 100 sepulturas, não significativamente maior do que o número oficial de mortes anunciado para a cidade.

Habib Abdolhossein@HAbdolhossein
Replying to @DDaltonBennett @washingtonpost

#Iran vast burial pits visible from space! The report sparked public fear as it went viral and was used by anti-Iran channels like Saudi-funded @IranIntl , some even claiming 1000s were buried in mass grave! #Covid_19

Here is a quick fact check to see how “vast” burial pits are

Habib Abdolhossein@HAbdolhossein

1. The satellite image (Feb. 21-March ) shows a pair of trenches totaling 90 yards or 90 meters in length in Behesht Masoumeh Cemetery in #Qom. If we consider width of each grave 125cm (Standard 75 cm grave+50 cm side walls) the trenches can accommodate nearly 70 graves!

View image on Twitter

20

Twitter Ads info and privacy
See Habib Abdolhossein’s other Tweets

Outros apresentaram evidências mostrando que os túmulos vagos na área não estão especificamente relacionados ao surto de coronavírus e que longas filas de túmulos também haviam sido cavados muito antes do surto.

Zahra Shafei 🇮🇷@shafei_d

Iranian journalist @kheyzaran (based in Qom) shared the pictures that he took from Qom’s cemetery and a map that shows there was always a section preprepared for the burial of deceased ones in times of crisis, The Crisis Section that its satellite images seemed so extraordinary https://twitter.com/s_m_marandi/status/1238503444325040130 

View image on Twitter
View image on Twitter
View image on Twitter
View image on Twitter
Seyed Mohammad Marandi@s_m_marandi

My dear friend @HalaJaber is concerned about anti-Iran western media propaganda like the satellite imagery of #coronavirus “burial pits” in Qom. People go there every day, but western media pretends it’s a secret site. Ignore them. They’re drowing in their own #Covid_19 crisis.

Kızılbaş ❂@mohseni_

literally took this vid in Qom at al-Baqi cemetery in Jamkaran over 2 years ago.

this is no ‘burial pit’ as they would call it, just simply vacant graves at a cemetery (completely normal).

Embedded video

118

Twitter Ads info and privacy
48 people are talking about this

O relatório duvidoso , no entanto, circulou amplamente entre as contas de mídia social e várias agências anti-Irã de financiamento estrangeiro, levando as autoridades iranianas a emitir declarações oficiais sobre o assunto.

Shabbir Hassanally (شبير حسنعلي)@purewilayah

Debunking the lies that the mainstream media is making about mass graves in Qom due to Coronavirus. Please share so that the lies are rendered impotent and exposed for what they are. #WeWillDefeatCorona #Iran

122

Twitter Ads info and privacy
Falando com a República Islâmica do Irã (IRIB), o gerente executivo dos cemitérios do município de Qom, Seifoddin Mousavi, disse que os túmulos foram planejados antes do surto como parte dos procedimentos usuais no cemitério.

Ele ressaltou que todas as operações no cemitério estão ocorrendo de acordo com protocolos internacionais relativos aos locais de sepultamento.

Na sexta-feira, Kianoush Jahanpour, chefe do centro de relações públicas e informações do Ministério da Saúde do Irã, disse que o novo coronavírus já matou 514 vidas no país.

Forças Armadas do Irã começarão a limpar ruas em todo o país para combater o coronavírus: comandante

Forças Armadas do Irã começarão a limpar ruas em todo o país para combater o coronavírus: comandante

As forças de segurança começarão a esvaziar ruas e estradas em todo o país dentro de 24 horas.

As forças de segurança do Irã anunciaram que planejam adotar medidas especiais em um futuro próximo para conter o surto em todo o país.

PressTV


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=261710

Publicado por em mar 15 2020. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS