Uruguai nega pedido ‘impertinente’ dos EUA para expulsar diplomatas russos

O ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, disse que o governo não vai atender o pedido dos EUA para expulsar diplomatas russos, marcando uma posição oposta à gestão de Donald Trump.

Os Estados Unidos acusam Vladimir Putin de estar por trás do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia no Reino Unido. Em “retaliação” ao suposto ataque russo, Washington pediu a vários países para expulsar diplomatas russos.

O Uruguai recebeu o pedido, mas o Poder Executivo o rejeitou. “Recebi muito mal [o pedido]”, disse Novoa durante uma coletiva de imprensa.

“Eu respondi que era um pedido impertinente que não pretendia atender. O Uruguai é um país soberano e que define de forma independente as relações políticas com o resto do mundo”, declarou o diplomata.

Esta não é a primeira vez que o Uruguai ignora pedidos Trump. O governo emitiu um comunicado, depois do ataque dos EUA na Síria, no qual expressou sua “profunda preocupação com a escalada da violência” no país “incluindo o bombardeio”.

Com Sputnik


Nota da Redação:

Não tem outra coisa a falar, com a licença dos profissionais da alegria, que não, uma palhaçada, essa atitude dominadora-imperialista de Trump!

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=258069

Publicado por em abr 20 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS