Uma fragata russa “perturbou” os sistemas de defesa aérea israelense?

Equipamentos russos de guerra eletrônica quebraram os radares israelenses em questão de segundos.

Cerca de um dia atrás, um alerta de combate foi declarado sobre parte do território de Israel – sistemas de defesa aérea e antimísseis detectaram dezenas de mísseis voando da Faixa de Gaza para cidades israelenses. Alguns minutos depois, soube-se que estávamos falando sobre um falso acionamento do sistema de alerta – os alvos nas telas do radar revelaram ser “fantasmas”, o que atesta o poderoso impacto dos meios de guerra eletrônicos do Mar Mediterrâneo, onde navios de guerra russos estão localizados atualmente.

De acordo com a publicação “TASS”, os militares israelenses reconheceram o acionamento de sirenes de defesa aérea perto da fronteira com Gaza como um falso alarme, porém, a julgar pelo fato de os “mísseis” terem sido avistados por radares, pode-se julgar pelo menos que se trata de interferência, e de acordo com os dados a partir de 9 de setembro de 2020, a fragata russa “Admiral Makarov”, equipada com um grande número de equipamentos de guerra eletrônica, é a mais próxima da fronteira da Faixa de Gaza e Israel, a partir do Mar Mediterrâneo.

Até a hora atual, não há declarações oficiais de Tel Aviv a esse respeito, no entanto, anteriormente, os sistemas de defesa aérea / mísseis israelenses foram repetidamente notados por tentativas de derrubar um míssil inexistente, o que também foi reconhecido como resultado do trabalho de sistemas de guerra eletrônica.

Os especialistas da Avia.pro, por sua vez, observam que a supressão eletrônica dos sistemas de guerra eletrônica israelense é ativamente observada no território da Síria, conforme evidenciado por imagens de satélite de espaçonaves comerciais.
Подробнее на: https://avia.pro/news/rossiyskiy-fregat-admiral-makarov-oglushil-izrailskie-sredstva-pvo


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=262608

Publicado por em set 12 2020. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS