Turquia planeja montar base militar na Líbia

O deputado norte-americano Ilhan Omar (D-MN) (L) conversa com a presidente da Câmara dos Deputados Nancy Pelosi (D-CA) durante uma manifestação com colegas democratas antes de votar no HR 1, ou People Act, nos degraus orientais dos EUA. Capitólio em 8 de março de 2019 em Washington, DC (Foto AFP)

O centro de controle do drone Bayraktar TB2 é retratado em 16 de dezembro de 2019 no aeroporto de Gecitkale em Famagusta, Cypus. (Foto de AFP)

A Turquia planeja estabelecer uma base militar na Líbia com o objetivo de fornecer maior apoio ao Governo de Acordo Nacional (GNA), com base em Trípoli, após um acordo militar assinado entre os dois lados no mês passado.

A mídia local informou na segunda-feira que a base militar será estabelecida em Trípoli e que Ancara já havia começado a preparar e fornecer o equipamento necessário à base em apoio ao governo internacionalmente reconhecido da Líbia, liderado por Fayez al-Sarraj.

O diário turco Yeni Shafak citou fontes militares dizendo que Ancara havia pedido às forças armadas que equipassem navios e aviões de guerra em preparação para a transferência das forças turcas para a Líbia.

As fontes disseram que o processo de transferência para Trípoli já começou, com navios transferindo drones, tanques, forças especiais e unidades de comando.

Fontes também revelaram que aviões e helicópteros de carga foram preparados e alertados para decolar em direção ao Aeroporto Misrata, da GNA.

Um dia antes, relatos da mídia sugeriam que o presidente Recep Tayyip Erdogan havia conversado com Sarraj em Istambul, poucos dias depois que o líder turco disse que estava pronto para enviar tropas para a Líbia a pedido de Trípoli.

Durante a reunião anterior entre os dois homens em Istambul, no final do mês passado, Ancara e Trípoli assinaram um acordo sobre segurança expandida e cooperação militar, além de delimitar a jurisdição marítima.

O acordo militar de novembro foi introduzido no parlamento turco no sábado.

Ancara envia acordo marítimo com a Líbia ao parlamento para aprovação

Ancara envia acordo marítimo com a Líbia ao parlamento para aprovação

O governo turco enviou um acordo marítimo com a Líbia ao parlamento para aprovação, aproximando-se do apoio militar a Trípoli.

Se o acordo militar for aprovado pelos legisladores, o GNA poderá solicitar veículos, equipamentos e armas para uso nas operações do exército, da marinha e do ar. Ele também fornece um novo compartilhamento de inteligência.

Desde 2014, a Líbia está dividida entre dois governos rivais: a Câmara dos Deputados, com sede na cidade oriental de Tobruk e a GNA.

O general renegado da Líbia Khalifa Haftar, comandante em chefe do chamado Exército Nacional da Líbia (LNA), apóia o governo oriental. Em abril, ele lançou uma ofensiva para capturar a capital Trípoli e expulsar o GNA.

Apesar de confrontos intensos e mortais entre os dois lados, Haftar até agora não conseguiu atingir seu objetivo e sua ofensiva parou fora da capital.

A Líbia mergulhou no caos em 2011, quando uma revolta popular e uma intervenção da OTAN levaram à expulsão do ditador de longa data Muammar Gaddafi e sua execução por combatentes indisciplinados.

O governo de Sarraj tenta estabelecer uma ordem desde então.

Presstv


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=261319

Publicado por em dez 17 2019. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS