Turquia compra sistemas russos S-400 e conclui seu próprio sistema de mísseis

A foto tirada em 9 de maio de 2017 mostra os sistemas de mísseis de superfície a ar S-400 Triumph de médio alcance e de longo alcance que atravessam a Praça Vermelha durante o desfile militar do Dia do Vitória em Moscou, na Rússia.  (Foto da AFP)
A foto tirada em 9 de maio de 2017 mostra os sistemas de mísseis de superfície a ar S-400 Triumph de médio alcance e de longo alcance que atravessam a Praça Vermelha durante o desfile militar do Dia do Vitória em Moscou, na Rússia. (Foto da AFP)

O ministro turco da Defesa, Nurettin Canikli, disse que o país concluiu o processo de compra dos sistemas de mísseis de superfície ao ar S-400 da Rússia e está em negociações com um consórcio europeu para o ajudar a desenvolver seu próprio sistema de defesa antimíssil.

“Está terminado, os mísseis S-400 foram comprados. O restante é apenas detalhes agora”, disse o ministro da Defesa turco em comentários televisionados na cidade de Giresun, no Mar Negro, no domingo.

Em setembro, Ancara e Moscou chegaram a um acordo sobre a entrega dos sistemas S-400 à Turquia. Na época, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que um depósito já havia sido feito para duas baterias dos sistemas avançados de mísseis.

Sob o acordo, a Rússia enviaria dois sistemas para a Turquia no próximo ano e depois ajudaria o país a produzir mais duas baterias no país. O negócio é dito em US $ 2,5 bilhões.

O S-400, cujo nome completo é o sistema de mísseis antiaéreo múltiplo Triumf (AAMS), é um sistema de mísseis russo avançado, projetado para detectar, rastrear e destruir aviões, drones ou mísseis até 402 quilômetros de distância. Já foi vendido apenas para a China e a Índia.

Por outro lado, em suas observações, Canikli, no entanto, observou que o país não estava contente com o acordo S-400 sozinho.

“Também estamos fazendo acordos preliminares com o consórcio EUROSAM para que esta tecnologia desenvolva, produza e use nossas próprias fontes para sistemas de defesa aérea”, disse o ministro, referindo-se a um projeto de defesa franco-italiano conjunto.

Ankara está discutindo outro acordo com o consórcio europeu para ajudá-lo a desenvolver seu próprio sistema de defesa antimíssil.

Fontes no Ministério da Defesa turco disseram na semana passada que Canikli havia assinado uma carta de intenção com a França e a Itália na cidade belga de Bruxelas para fortalecer a cooperação em projetos de defesa, incluindo mísseis.

Compra de S-400 snubs NATO

A decisão da Turquia de comprar os sistemas S-400 de Moscou foi vista por alguns de seus aliados ocidentais como um desprezo.

A Turquia, sendo um membro membro da OTAN com o segundo maior exército da aliança militar, desencadeou críticas de Estados Unidos e outros membros do bloco, que criticaram Ankara por terem se dirigido para Moscou.

O acordo também suscitou preocupação porque as armas não podem ser integradas na defesa da OTAN.

Um alto comandante da Otan disse na semana passada que a aliança continuaria pressionando Ankara para comprar armas que poderiam funcionar em conjunto com os sistemas da OTAN.

presstv


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=256764

Publicado por em nov 13 2017. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS