Trump diz não descartar “opção militar” para intervir na Venezuela

 

Donald Trump ameaçou a Venezuela com intervenção militarDonald Trump ameaçou a Venezuela com intervenção militar

“Temos muitas opções para a Venezuela, incluindo a opção militar se necessário”, disse. “Temos tropas em todo o mundo, em lugares muito distantes, e a Venezuela não fica tão longe”, afirmou o presidente norte-americano.

Na quinta (10), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se disse disposto a abrir um canal de diálogo com Trump.

Trump fez a declaração no seu clube de golfe de Bedminster, em Nova Jersey, após reunir-se com o secretário de Estado, Rex Tillerson; o assessor de segurança nacional, H.R. McMaster; e a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

A afirmação vem poucos dias antes de o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, iniciar uma visita a vários países da América Latina (Colômbia, Argentina, Chile e Panamá), em roteiro que não inclui o Brasil.

Sanções

Na quarta-feira (9), a presidente da Assembleia Constituinte, Delcy Rodríguez, criticou as sanções econômicas impostas pelo Departamento do Tesouro dos EUA contra funcionários do venezuelanos, que se somam às que outros quatro já receberam. Segundo ela, as medidas são “ilícitas”.

As sanções, que congelam os ativos que estas pessoas possam ter nos EUA e proíbem a realização de transações financeiras com elas, foram divulgadas uma semana depois de Washington incluir o presidente Nicolás Maduro na sua “lista negra internacional”.

Junto com o irmão do falecido presidente Hugo Chávez (1999-2013), Adán Chávez, também foram sancionados Francisco Ameliach, Hermann Escarrá, Erika Farías, Carmen Meléndez e Darío Vivas, todos eles membros da ANC e ex-funcionários da Revolução Bolivariana.

Além disso, na lista também aparecem a reitora eleitoral Tania D’ Amelio e o comandante da Unidade Especial da Guarda Nacional Bolivariana no Palácio Federal Legislativo, Bladimir Lugo, acusado de participar na repressão violenta das marchas de manifestantes em Caracas.

Opera Mundi


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=256003

Publicado por em ago 12 2017. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

2 Comentários para “Trump diz não descartar “opção militar” para intervir na Venezuela”

  1. enganado

    Aqui no PUTEIRO temos as PM´s Estaduais que são forças auxiliares das tais forças armadas=Tropa e Ocupação que habitam por aqui, então da mesma forma que a TROPA de OCUPAÇÃO é força auxiliar do vitorioso, US Army. Caro TRAMPA temos aqui um general sem farda que atende pelo nome de ___senador CAIADO___ , por sinal muito bom palhaçadas, fanfarras, gaiatices, seria um bom general para comandar as tropas da invasão da comedora de criancinhas, VENEZUELA. Esses venezuelanos estão de amizade com RÚSSIA e CHINA, então só resta DESTRUÍ-LOS!!!!! Por favor as Tropas de Ocupação com certeza farão o servicinho com a maior galhardia , visto que aqui só têm Valentões!!! A Presidenta DILMA é que o diga.

  2. enganado

    Não têm um DITADOR ANGLO_SIONISTA que não faça __intervenção humanitária__ , então este vagabundo de plantão ANGLO_SIONISTA, tem a seu dispor: _destruir o que resta da SÍRIA ((os USraHell querem roubar o petróleo da SÍRIA)) / IRAQ ((já roubam petróleo desde qdo eu era criancinha junto com o sargento Garcia)) / Afganistão ((já imaginaram o que e qto estão roubando ((riquezas minerais)) do indefeso Afganistão!!)), invadir a LÍBIA e VENEZUELA para roubar MAIS__ petróleo__ com se não bastassem o roubo do IRAQ. Engraçado que não se contentam em roubar da ____petrobraXXXX__ do çerra e da gang do TREMER, fodam-se o __braZiUSA__. PORRA até qdo aturar esse Bando de FDP´s da Humanidade?? Até qdo????

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS