Sistema de defesa russo Pantsir-S é visto no Iraque protegendo base aérea dos EUA contra ataques de mísseis iranianos

Os EUA tiveram que usar secretamente o sistema russo de defesa antimísseis Pantsir-S para proteger suas forças armadas.

Washington ficou novamente desonrado em todo o mundo depois de pedir às forças armadas iraquianas que fornecessem pelo menos um sistema russo de defesa antimísseis Pantsir-S para proteger a base aérea militar de Taji no Iraque. A julgar pelas imagens de satélite, o complexo já foi implantado em uma instalação militar dos EUA e está se preparando para repelir possíveis ataques de mísseis pelos militares iranianos, bem como pela organização Kataib Hezbollah.

Na imagem apresentada, você pode identificar claramente a localização do sistema de mísseis de defesa aérea Pantsir-S russo. Dado o fato de os Estados Unidos não possuírem tais complexos em serviço e a Rússia não ter transferido a Shell para as forças armadas dos EUA, os especialistas chegaram à conclusão de que estamos falando de um sistema de mísseis de defesa aérea que já havia sido vendido ao Iraque.

Há quanto tempo o sistema de mísseis de defesa aérea Pantsir-S apareceu na base militar de Taji nos EUA, no entanto, levando em conta o fato de que a imagem do satélite foi tirada em 10 de março de 2020, fica claro que os Estados Unidos fortaleceram sua base de defesa devido aos sistemas de mísseis de defesa aérea fabricados pela Rússia após o início de numerosos bombardeios pelo Irã e suas organizações afiliadas.

O Comando dos EUA ainda não comentou a aparência do sistema de defesa antimísseis Pantsir-S na base militar de Taji


Подробнее на: http://avia.pro/news/rossiyskiy-zrpk-pancir-s-zamechen-ohranyayushchim-amerikanskuyu-aviabazu-ot-raketnyh-udarov


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=261833

Publicado por em abr 11 2020. Arquivado em 3. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS