Síria: Acordos dos EUA, Daesh e Frente al-Nusra

Síria denuncia a existência de acordos entre os EUA e grupos terroristas. O vice-chanceler sírio Faisal al-Miqdad salientou no sábado que existem acordos entre os EUA e vários grupos terroristas que operam na Síria.

“Existem acordos tácitos entre os EUA e seus cúmplices, incluindo militantes Daesh e a Frente Al-Nusra (também conhecido como a Frente Fath Al-Sham)”, disse Al-Miqdad a mídia estatal síria.

Além disso, o diplomata sírio criticou a “histeria” que o Ocidente está mostrando por vitórias colhendo as forças sírias na luta contra os terroristas.

Assim, Al-Miqdad aludiu ao ataque última na sexta-feira por os EUA contra uma base área sírio na província central de Homs, sob o pretexto de um suposto ataque químico “contra a cidade de Khan Shaykhun na província noroeste de Idlib.

Após o ataque norte-americano efetuado com o lançamento de 59 mísseis de cruzeiro Tomahawk, o Estado-Maior General das Forças Armadas da Síria afirmou que esta ofensiva “faz dos EUA um aliado de Daesh, a Frente Al-Nusra e outros grupos terroristas”, já que buscava influenciar na luta antiterrorista do Damasco.

O presidente da Duma Estatal da Rússia, Vyacheslav Volodin, ecoou no sábado as declarações de Al-Miqdad, confirmando que o bombardeio dos EUA contra a base militar de Al-Shairat, que deixou pelo menos 9 mortos, incluindo militares e civis “têm servido ganhar tempo e folego” aos grupos terroristas.

Por sua parte, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que parece “evidente” que o ataque de Washington contra Homs, ordenado pelo presidente Donald Trump, “beneficiou, de fato,” as organizações terroristas mencionados, razão pela qual Daesh iniciou seus ataques na Síria instantes após a ofensiva norte-americana.

Enquanto a Casa Branca justificou seu ataque, argumentando o suposto ataque com armas químicas ocorreu em Khan Shaykhun, que deixou cerca de 90 mortos e centenas de feridos, o governo sírio diz que a morte de civis em Khan Shaykhun não foi causada pelas ações das forças sírias, mas foi devido à explosão de um depósito de munições da Frente al-Nusra, que continha armas químicas.

ParsToday


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=254580

Publicado por em abr 9 2017. Arquivado em TÓPICO IV. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS