Senador russo dá uma ‘lição’ à embaixadora dos EUA na ONU

A nova representante permanente dos EUA nas Nações Unidas, Nikki Haley, deveria falar das valas comuns com milhares de vítimas causadas pelo Daesh no Iraque em vez da Crimeia, observou o senador russo Aleksei Pushkov em resposta às declarações que a diplomata americana fez perante o Conselho de Segurança.

Resultado de imagem para mulher burra

“No Iraque foi encontrada uma vala comum com 4 mil vítimas do Daesh. E onde é que está a voz de Nikki Haley? É disso que ela deve falar e não da Crimeia. Na Crimeia reina a paz”, escreveu o político russo no seu Twitter.

​Anteriormente, no seu primeiro discurso no Conselho de Segurança da ONU, Haley afirmou que as sanções dos EUA contra a Rússia se manteriam até que a península passe a ser controlada pela Ucrânia.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, frisou que Moscou continuará expressando de modo consequente e argumentado sua posição em relação à Crimeia e Ucrânia, tanto no âmbito do Conselho de Segurança, como em outras entidades, porém, sem ser excessivamente otimista quanto à posição americana.

Conforme diz o jornal Telegraph, nos arredores de Mossul foi achada a maior vala comum do Iraque, com presumivelmente 4 mil cadáveres de pessoas assassinadas pelo Daesh.

Sputnik


Nota da Redação:

Mas essa lesada não faz outra coisa, que a mídia e a Otan mande, que não seja demonizar a Rússia!

 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=253800

Publicado por em fev 26 2017. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS