Quatro diplomatas russos mortos em três meses