Presidente do TRT da Paraíba: Temer é ilegítimo e surrupiou direitos

 

Reprodução TRT-PB

 

“Os direitos trabalhistas são a razão de ser da Justiça do Trabalho e esse governo quer surrupiar na calada da noite. Esse governo ilegítimo, que assumiu o comando do governo de forma arbitrária. Os direitos trabalhistas são garantidos desde o governo Getúlio, garantias dos cidadãos, que agora não podem ser surrupiados”, disse Eduardo, completando que “a reforma Previdenciária está a serviço dos bancos, do capital financeiro nacional”.

O servidor federal e coordenador geral do Sindijuf-PB (Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado da Paraíba) e Fenajuf (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal), Marcos Santos, foi mais radical em sua fala: “Somos da conciliação, mas se quiserem ir para a porrada vamos”.

Os manifestantes presentes no local, que chegaram a interditar a via, com apoio dos motoristas que realizaram buzinaços, acreditam que a reforma aprovada é o pontapé inicial para acabar com a Justiça do Trabalho e que a reforma trabalhista rasga a CLT e a própria Constituição.

Portal WSCOM


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=254798

Publicado por em abr 28 2017. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS