Porta-aviões russo aterroriza desesperadamente os terroristas na Síria

O porta-aviões russo Almirante Kuznetsov chegou à costa síria e os terroristas já ficaram em pânico.

Conforme relatado por Sputnik, agencia russa de notícias na sexta-feira Sputnik, a chegada do porta-aviões russo tem causado grande preocupação e pânico entre os grupos terroristas na Síria desde o início da iminente ver um grande ataque contra as suas posições.

A presença do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov perto da costa síria fez os terroristas de Aleppo começar as negociações sobre a trégua.

Segundo o jornal russo Izvestia, os terroristas estão apreensivos com a possibilidade de serem atacados com mísseis Kalibr. Atualmente nem a aviação russa, nem síria realizam bombardeios contra os terroristas, mas “podemos dizer que os terroristas são fortemente desmoralizados” e estão à procura duma possibilidade de se salvarem, escreve o jornal citando suas fontes.

As forças russas visam romper completamente o fornecimento dos extremistas na parte oriental de Aleppo, que continuam a receber armamentos. Os ataques terão como alvo não a própria cidade, onde se encontram milhares de civis, mas os territórios na vizinhança ocupados pelos terroristas, frisa a matéria.

No momento, os extremistas não conseguem mudar o equilíbrio de forças por mais que se esforcem. Entretanto a pressão sobre eles está aumentando, cita o Izvestia o especialista da geopolítica Hassan Hassan.

Além disso, os terroristas são levados a negociar pelo fato de que “o Ocidente compreende que não pode ajudar de nenhum modo seus protegidos”. Ao mesmo tempo, é provável que as negociações possam servir aos terroristas para “ganhar fôlego” e reagrupar as forças. A Rússia realiza, desde 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, uma campanha militar na região, levando a cabo ataques aéreos contra posições terroristas na Síria.

Atualmente, fontes russas dizem, aviões de reconhecimento das Forças Aeroespaciais do russo voam sobre o espaço aéreo da Síria e estão a identificar alvos a serem bombardeados. Há indícios de que eles estão preparando  bombardeiros Sukhoi Su-33 possivelmente realizarem ataques aéreos sobre as posições dos grupos terroristas na província de Aleppo.

Ao receber um pedido do presidente sírio, Bashar al-Assad, a Rússia lançou em Setembro de 2015, uma campanha de  ataques aéreos contra alvos de grupos terroristas, como Daesh e a Frente Fath al-Sham (a antiga Frente Al-Nusra).

parstoday


Nota da Redação:

Os mais desesperados são os EUA e seus vassalos que armam os terroristas, porque sabem que não vão conseguir nada contra os russos, tampouco, podem partir para um ataque aberto, porque a situação ficará fora de controle!!

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=251141

Publicado por em nov 12 2016. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS