Polidez e clareza: Putin e a estupidez ‘ocidental’ da expansão russa

Resultado de imagem para Bloomberg Businessweek  putin

Em entrevista a John Micklethwait, de Bloomberg Businessweek – e jornalista-chefe do Grupo Bilderberg – , Putin foi interrogado sobre um pressuposto desejo da Rússia, de expandir geograficamente a própria influência. Putin respondeu como segue:

“Entendo que para todas as pessoas capazes de pensar com sobriedade e que estejam realmente envolvidas em política séria, a ideia de que haveria alguma ‘ameaça’ russa, por exemplo, contra os países do Báltico, é completa loucura. Estaríamos realmente dedicados a combater contra a OTAN? Quantos habitantes tem a OTAN? Cerca de 600 milhões? Na Rússia, somos 146 milhões. Sim, somos a maior potência nuclear. Mas o senhor realmente crê que trabalhamos para conquistar os países do Bálticos com armas atômicas? Que loucura é essa?! Esse é o primeiro ponto, mas absolutamente não é o principal.

“O ponto principal é algo completamente diferente. Os russos temos uma experiência política riquíssima, que nos convence muito profundamente de que ninguém consegue fazer coisa alguma contra a vontade do povo. Nada. É impossível fazer seja o que for, contra a vontade do povo. Mas parece que alguns dos nossos parceiros não compreendem essa verdade histórica simples. Quando falam da Crimeia, fazem de tudo para não ver que a vontade do povo que vive na Crimeia – 70% dos quais são russos étnicos; para todos os demais a língua nativa é o russo – foi consultada e respeitada: o povo da Crimeia desejava ser reintegrado à Rússia. Há gente no ocidente que faz de tudo, no esforço para não ver isso.

“Só num ponto, no Kosovo, o ocidente fala em desejo do povo. Mas na Crimeia, nunca. É um jogo político. Seja como for, e para tranquilizá-lo, posso dizer que a Rússia sempre trabalhou e planeja continuar trabalhando na direção de política externa absolutamente pacífica, dirigida para a cooperação.

“No que tenha a ver com expandir geograficamente nossa zona de influência… Viajei nove horas de Moscou a Vladivostok. É praticamente a mesma distância entre Moscou e New York, cruzando Europa Ocidental, Europa Oriental e o Oceano Atlântico, sem sair de território russo. O senhor acha que precisamos expandir geograficamente o quê?”


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=249949

Publicado por em set 24 2016. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

1 Comentário para “Polidez e clareza: Putin e a estupidez ‘ocidental’ da expansão russa”

  1. enganado

    Caro Sr. PUTIN. __”” NÃO EXISTIU / EXISTE / EXISTIRÁ INTELIGÊNCIA DO OUTRO LADO ENQUANTO ESTIVERMOS SUBORDINADOS AOS “”USraHell””, SÓ BORDUNA / MORTE / ASSASSINATOS / CHANTAGENS / ACHAQUES / PROPINA (((a DIREITA do ___braziUSA___ é Campeã)))”””. Esquece Ocidente Maravilha, pois ponha uma pedra bem pesada em cima de qq negociação porque é pura perda de tempo. A RÚSSIA / CHINA / IRÃ não vão conseguir NADA x NADA !!!!!

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS