Os EUA precisam retirar-se da região de Manbij da Síria imediatamente, diz a Turquia

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, fala aos repórteres na capital, Ancara, em 27 de janeiro de 2018. (Foto da agência de notícias Anadolu)
O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, fala aos repórteres na capital, Ancara, em 27 de janeiro de 2018. (Foto da agência de notícias Anadolu)

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que as forças militares dos EUA precisam retirar-se imediatamente da região setentrional de Manbij, na Síria, quando as tropas turcas estão envolvidas em uma operação na região de Afrin, no país árabe, contra militantes das Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG).

Falando aos repórteres na capital, Ankara no sábado, Cavusoglu disse que a Turquia queria ver medidas concretas dos Estados Unidos para acabar com o apoio à força curda síria.

As observações aconteceram horas depois que a presidência turca anunciou em uma declaração que o porta-voz presidencial Ibrahim Kalin e o assessor de segurança nacional dos Estados Unidos, Herbert Raymond McMaster, haviam discutido a Operação Olive Branch em curso na região noroeste da região de Afrin, na Síria, durante uma conversa telefônica na noite anterior.

PressTV-US promete à Turquia parar de armar os curdos, novamente

A Turquia diz que Estados Unidos prometeu por segunda vez parar de armar militantes curdos à base de Síria, a quem Ancara considera uma ameaça à sua segurança.

McMaster disse que Washington não daria mais armas aos militantes do YPG.

Os dois altos funcionários também concordaram em impulsionar a coordenação mútua e esclarecer os mal-entendidos sobre questões relacionadas com a Síria, acrescentou o comunicado.

Também no sábado, a equipe geral turca disse em um comunicado que pelo menos 394 militantes do YPG foram mortos desde o início da Operação Olive Branch em Afrin em 20 de janeiro.

Os militares disseram que apenas os terroristas e suas posições e abrigos estavam sendo destruídos, e que a “atenção cuidadosa” estava sendo paga para não prejudicar qualquer civil.

Enquanto isso, mais de 10 mil pessoas demonstraram em Colônia, na Alemanha, no sábado, denunciar a ofensiva turca no norte da Síria contra militantes do YPG.

Os manifestantes realizaram cartazes que diziam “Liberdade para o Curdistão” e “Vergonha para você, a Europa!” Na cidade ocidental da Alemanha.

O governo sírio já condenou a “brutal agressão turca” contra Afrin, rejeitando o pedido de Ancara sobre ter informado a Damasco da operação.

Damasco “condena veementemente a brutal agressão turca em Afrin, que é uma parte inseparável do território sírio”, disse a agência de notícias oficial da Síria, SANA, uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Síria na semana passada.

PressTV-Síria sofre a “agressão brutal” de Turquia em Afrin

O governo sírio condena a “brutal agressão” peruana contra o enclave curdo de Afrin.

“A Síria nega completamente as reivindicações do regime turco de que foi informado dessa operação militar”, acrescentou a fonte.

Ankara vê o YPG como o ramo sírio do militante Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) que tem lutado por uma região autônoma dentro do país desde 1984.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou repetidamente que Afrin deveria ser liberado de “terroristas” e exigiu o desdobramento de tropas turcas lá durante um discurso em novembro de 2016.

Isso ocorre enquanto as autoridades dos EUA consideram o YPG como a força de combate mais eficaz contra o grupo terrorista Daesh Takfiri no norte da Síria e aumentaram substancialmente seu armamento e apoio tecnológico ao grupo terrorista.

A controvérsia sobre uma possível força da fronteira da Síria começou em 14 de janeiro, quando um relatório surgiu na Reuters dizendo que a coalizão militar liderada pelos Estados Unidos na Síria estava planejando criar uma grande força de fronteira de até 30 mil funcionários com a ajuda de sua aliados das milícias.


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=257400

Publicado por em jan 27 2018. Arquivado em TÓPICO II. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS