ONU pede investigação sobre o presidente das Filipinas por homicídio

O chefe de direitos humanos da ONU pediu às autoridades filipinas que investiguem o presidente Rodrigo Duterte por homicídio.

Presidente filipino, Rodrigo Duterte
Este mês, o líder filipino confirmou ter matado “cerca de três” pessoas enquanto era prefeito regional.  Segundo o Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Príncipe Zeid Ra’ad Al Hussein, as autoridades judiciais filipinas “devem demonstrar seu compromisso de defender o Estado de Direito e sua independência do executivo, lançando uma investigação de assassinato”.

O apelo do príncipe Zeid foi provocado pelas declarações à imprensa feitas pelo próprio Duterte, que disse ter matado três suspeitos de sequestro em um tiroteio, enquanto era prefeito da cidade de Davao, em 1988. Mais tarde o presidente disse que não tinha certeza se as balas que ele disparou haviam matado os suspeitos.

Zeid acrescentou que pediu às autoridades filipinas que examinassem também a “espantosa epidemia de assassinatos extrajudiciais” cometidos em meio à campanha antidrogas altamente repressiva promovida por Duterte.

sputnik


Nota da Redação:

Seria interessante que a ONU fizesse o mesmo com o Estado genocida de Israel, com os EUA na invasão e carnificina do Iraque e Líbia e por aí vai…

Mas no caso, o presidente Duterte está resolvendo acabar com a parceria militar com os EUA, e isso é o estopim da ONU, a garota de recado dos americanos.

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=252058

Publicado por em dez 20 2016. Arquivado em 3. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS