ONU: Agressão saudita ao Iêmen já matou 10 mil pessoas

 

PressTV

Tribunal destruído em Saada, Iêmen, por ataque aéreo saudita no dia 28 de AgostoTribunal destruído em Saada, Iêmen, por ataque aéreo saudita no dia 28 de Agosto

O coordenador humanitário da ONU para o Iêmen, Jamie McGoldrick, disse nesta terça-feira (30) numa coletiva de imprensa em Saná que o número de vítimas mortais se baseia em dados oficiais fornecidos por instalações médicas no país do Oriente Médio, segundo as emissoras PressTV e HispanTV.

Jamie McGoldrick acrescentou que o número real de mortos poderá ser ainda mais elevado, tendo em conta que esta nova estimativa se baseia nas informações de centros de saúde regionais e que estes não existem em todas as zonas do país.

Em alguns locais, são os familiares que enterram os seus seres queridos, sem reportar as suas mortes, explicou o representante da ONU.

Estes números são divulgados em plena ofensiva saudita, com ataques aéreos diários em vários pontos do país, principalmente nas províncias de Sa’ada, Hajjah, Ta’izz e Hudaydah, bem como na capital, Saná.

A ofensiva militar contra o Iêmen foi lançada pela Arábia Saudita em março de 2015, na tentativa de derrubar o movimento popular iemenita Ansarullah e recolocar no poder o ex-presidente fugitivo Abdu Rabu Mansur Hadi, um aliado de Riade.

Fonte Abril Abril


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=249492

Publicado por em ago 31 2016. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS