O que acontecerá se Pyongyang testar a bomba H no mar?

Um grupo de pesquisadores revelou as eventuais consequências de um teste da bomba H pelos norte-coreanos.

Bomba de hidrogênio
© FOTO: PIXABAY

Na semana passada Pyongyang ameaçou realizar um teste da bomba H no oceano Pacífico, após o que o presidente norte-americano Donald Trump prometeu “destruir completamente a Coreia do Norte”.O portal de notícias Motherboardanalisou o tema e interrogou vários analistas para perceber as consequências possíveis de tal teste.

Assim, o professor Oliver Buhler da Universidade de Nova York explicou que, em resultado de uma tal detonação, irão se formar enormes vagas, o que vai levar a quantidades imensas de vapor de água e de lixo no fundo do oceano. Adicionalmente, a onda de choque e a radiação irão matar praticamente todos organismos vivos nos arredores imediatos da explosão.

Por exemplo, o teste nuclear em 1946 provocou a morte de 38 mil peixes. O analista acrescenta, entretanto, que estas vagas não serão suficientes para formar um tsunami.

Outro analista, Matthew Charrette, sublinhou por seu lado que a detonação e concentração de elementos radioativos nas águas será insuficiente para prejudicar os humanos.

Mas o pesquisador do Instituto de Massachussets Ken Buesseler indicou que é impossível prever para onde se dirigirá essa massa da água radioativa e se ela irá atingir a costa ou não.

“A radiação não vai ser concentrada em um lugar, como seria no caso de um reator nuclear em terra. Esta vai ser espalhada em resultado das correntes no oceano”, frisou ele.

Vale a pena notar que nenhum cientista pode prever as consequências a longo prazo da explosão de uma bomba H, mas as regiões onde os testes foram realizados há 70 anos ainda não se restabeleceram.

Sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=256397

Publicado por em set 27 2017. Arquivado em TÓPICO IV. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS