Na Casa Branca, Eduardo Bolsonaro diz pretender investigar Cuba e Venezuela

Eduardo Bolsonaro viajou aos EUA e se reuniu com assessores do Conselho Nacional de Segurança da Casa Branca. O deputado disse que estuda parcerias com os americanos para pesquisar crimes financeiros das “ditaduras venezuelana e cubana”. De acordo com Eduardo Bolsonaro, há precedentes para investigação dentro da chamada Convenção de Palermo contra o crime organizado que o Brasil poderia aplicar contra Caracas e Havana.

A reportagem do jornal O Globo relata a visita do filho do presidente eleito Jair Bolsonaro ao governo americano: “caminhando diante da Casa Branca, Eduardo Bolsonaro afirmou que está estudando parcerias com o governo americano com esse propósito. No Brasil, segundo ele, a ação poderá ser coordenada pelo Itamaraty e o Ministério da Justiça, que será comandado por Sérgio Moro.”

A matéria destaca a fala do deputado: “existem diversos instrumentos que o Brasil por anos, de maneira proposital, não levou a sério. São instrumentos que estão à mão. O juiz Sérgio Moro sabe melhor do que ninguém sobre lavagem de capitais, combate ao crime organizado, Convenção de Palermo. E junto com a equipe do embaixador Ernesto Araújo, tem muita coisa nessa área. Se você for congelar tudo aquilo que remete e passa pelas ditaduras cubana e venezuelana, pode dar um calote muito grande nesses ditadores.”

Brasil247


Nota da Redação:

Senhor Gisusss tira desse moço esse delírio de grandeza ou de estrelismo…

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259366

Publicado por em nov 27 2018. Arquivado em 1. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

1 Comentário para “Na Casa Branca, Eduardo Bolsonaro diz pretender investigar Cuba e Venezuela”

  1. Sidnei

    Esse cara vai deixar Roraima sem energia.

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS