Moscou convoca reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU

 

 

Reunião do Conselho de Segurança da ONUReunião do Conselho de Segurança da ONU

Os EUA disseram que, inadvertidamente, bombardearam as forças do governo sírio quando pensavam estar alvejando posições do Daesh (autodenominado Estado Islâmico), mas afirmaram que haviam alertado a Rússia a respeito da operação, em uma declaração do Comando Central dos EUA.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia, por sua vez, disse que os EUA e a coalizão não forneceram qualquer aviso prévio a Moscou antes do ataque a Deir Ez-Zor.

O bombardeio, realizado por dois caças F-16 e dois aviões de ataque A-10, deixou 80 soldados sírios mortos.

O Ministério das Relações Exteriores sírio fez eco a Moscou na convocação de uma reunião emergencial para que o Conselho de Segurança possa condenar oficialmente os ataques aéreos da coalizão contra as posições do exército sírio.

A Síria tem sustentado há tempos que os ataques aéreos liderados pelos norte-americanos no espaço aéreo do país são ilegais porque o governo Assad nunca convidou Washington a intervir.

Os ataques acontecem apenas cinco dias após o início do cessar-fogo mediado pela Rússia e pelos EUA. Em comunicado, Moscou disse que os EUA eram responsáveis pelo colapso iminente do acordo.

Em todo caso, segundo afirmou a chancelaria russa, o fato de as forças dos EUA não conseguirem mirar apropriadamente em seus alvos destaca a necessidade do acordo de cessar-fogo, que apela para que os EUA e a Rússia coordenem enfim os seus ataques.

Sputnik


Nota da Redação:

Como sempre esses figurinhas querem tirar proveito, de tudo, especialmente do modo mais baixo, à traição: prometem um cessar fogo e em seguida enviam aviões para atacar tropas sírias que estavam desguarnecidas; e depois vêm dizer que avisou a Rússia, para se safar da culpa!

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=249794

Publicado por em set 18 2016. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS