Mídia: Rússia pode ter bloqueado GPS na Noruega e Finlândia durante manobras da OTAN

F-35 da Força Aérea da Noruega

Os relatos sobre problemas nos sistemas de comunicação apareceram na fase final das manobras Trident Juncture realizadas pela OTAN e, segundo supõe mídia, a Rússia poderia ter tido a ver com as falhas ocorridas.

No decurso dos exercícios militares realizados na Noruega e considerados os maiores da Aliança Atlântica desde o fim da Guerra Fria, os pilotos noruegueses e finlandeses que participam dos treinos relataram sobre interrupções no sinal GPS nas regiões norte de seus países, comunica o jornal Business Insider.

Apesar de que as razões da perda de sinais nos dias finais das manobras continuam sendo desconhecidas, várias mídias apontam o dedo à Rússia. Segundo elas, Moscou poderia ter interferido pois estava preocupada com as manobras militares a decorrerem nas proximidades de suas fronteiras.

Em particular, citando as palavras de um funcionário da companhia aérea Wideroe que opera nos países nórdicos, o jornal indica que, no início de novembro, os pilotos enfrentaram a perda de sinais GPS quando tentavam estabelecer comunicação com os aeroportos que se situam na região norte da Noruega, Finnmark, perto da fronteira russa.

​Os pilotos e as autoridades de aviação dizem que GPS foi interrompido nas regiões mais setentrionais da Noruega e da Finlândia, não muito longe de uma das bases militares mais importantes da Rússia

No entanto, vale destacar que o representante oficial da companhia sublinhou que não queria especular sobre as causas que fizeram o sinal desaparecer e que nem sequer mencionou a Rússia em seu comentário à mídia.

Ao mesmo tempo, segundo declarou o diretor da Autoridade da Aviação Civil da Noruega, Wenche Olsen, ao jornal The Barents Observer, “é difícil dizer quais poderiam ter sido as causas, mas há razões para crer que isso poderia ter estado ligado a atividades militares ocorridas fora das fronteiras norueguesas”.

Apesar dos vários pontos de vista expressos, o The Barents Observer afirma que a Rússia “investiu muito em equipamento de guerra eletrônica” e que o país alegadamente treinou suas forças para que possam bloquear os sinais de celulares, de rádio e GPS.

No entanto, essas informações ainda não foram oficialmente confirmadas por nenhuma das partes.

Sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259303

Publicado por em nov 11 2018. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS