Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

Um dia depois de denunciar à televisão portuguesa que o ex-presidente Lula está preso ilegalmente no Brasil, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, responsabilizou Cármen Lúcia, presidente da corte, pela ilegalidade – desta vez em entrevista ao jornalista Octavio Costa, publicada no Jornal do Brasil.

“A presidente está retendo esses processos, não designa data para julgar. Eu liberei as duas declaratórias de inconstitucionalidade em dezembro do ano passado”, reclamou Marco Aurélio. “A presidente, muito poderosa, não designa dia, e ficamos por isso mesmo. Cabe, evidentemente, à parte da ação provocar. Não sou representante da parte para brigar com a presidente”, pontuou. “Não pode uma única pessoa ficar pinçando a dedo o que vai colocar ou não na pauta”, afirmou.

Ele reiterou que a prisão em segunda instância fere cláusula pétrea da constituição brasileira. “A partir do momento em que sustento que (prisão) só após o trânsito em julgado, por consequência toda prisão, não apenas a do ex-presidente Lula, mas toda prisão açodada, temporã, é inconstitucional”, explicou. Ele espera que a situação volte à normalidade em setembro, quando o ministro Dias Toffoli assumir a presidência do STF.

Brasil247


 

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=258520

Publicado por em jun 25 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

1 Comentário para “Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula”

  1. enganado

    Carminha vai que é mole está rica = rede GLÖBBELS repassa a PROPINA da Banca de Advocacia de HARVARD sem tirar um centavo, pois são sempre conferidas pelos MEGANHA$$$$ dU$$$ ___braZiU$$$A___ que são extremamente Patriotas ANGLO_SIONISTAS, aliás todos estudaram na Escola de ASSASSINOS das Américas, em “”fort BRAGG / North Caroline_U$$$A. Tá tudo certo!!!!

Deixe uma Resposta

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS