Líbano condena Israel por ataque à Síria e invasão do espaço aéreo libanês

O ministro das Relações Exteriores do Líbano condenoi o ataque realizado por Israel contra Damasco, enfatizando que Israel violou a resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU ao invadir o espaço aéreo do Líbano.

Na noite da terça-feira (27), seis jatos de combate F-16 da Força Aérea de Israel conduziram um ataque com mísseis contra Damasco. Os ataques foram conduzidos desde o espaço aéro libanês, resultando em três soldados da Síria feridos, além de danos a depóstio de armas. A maioria dos mísseis foram detidos pela defesa aérea da Síria.

Caça F-15 da Força Aérea de Israel na base aérea de Ovda durante exercícios (foto de arquivo)
© AP PHOTO / ARIEL SCHALIT
Mídia síria denuncia uso do espaço aéreo do Líbano para ataques contra Damasco

O ministério das Relações Exteriores condena os ataques aéreos contra a Síria e apoio o direito da Síria de defender seu território e sua soberania. O ministério pede que a comunidade global e o Conselho de Segurança da ONU condenem esses ataques e o fato de aeronaves israelenses terem usado o espaço aéreo libanês para realizar ataques contra uma nação amiga, o que é claramente uma violação da resolução 1701 [do Conselho de Segurança da ONU]”, disse o Ministério através de um comunicado.O ministro das Relações Exteriores, Gebran Bassil, pediu ao representante permanente do país na Organização das Nações Unidas que anexe uma reclamação oficial ao Conselho de Segurança da ONU acerca de violações que ameaçam a segurança regional, disse o ministro.

Mais cedo nesta quarta-feira (26), o general major Igor Konashenkov, que é porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, que o jato israelense colocou em perigo diretamente duas aeronaves civis durante o ataque.

Um porta-voz das Forças de Defesa de Israel se recusou a comentar a declaração de Konashenkov.

APF


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259541

Publicado por em dez 26 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS