Lançamento de satélite militar da Guarda Revolucionária do Irã pegou EUA de surpresa

O deputado norte-americano Ilhan Omar (D-MN) (L) conversa com a presidente da Câmara dos Deputados Nancy Pelosi (D-CA) durante uma manifestação com colegas democratas antes de votar no HR 1, ou People Act, nos degraus orientais dos EUA. Capitólio em 8 de março de 2019 em Washington, DC  (Foto AFP)

Esta foto fornecida pelo site oficial do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica do Irã (IRGC) via Sepah News mostra um satélite militar iraniano sendo lançado no espaço.

Um importante analista político diz que o recente lançamento de satélites no Irã pegou os EUA de surpresa e que a conquista aeroespacial é prova da firmeza da República Islâmica em sua agenda de defesa.

Najah Mohammad Ali, um importante jornalista especialista em assuntos relacionados ao Irã, fez as declarações em uma entrevista à TV satélite iraquiana Beladi na segunda-feira.

O primeiro satélite militar do Irã – chamado Nour-1 – foi colocado em órbita com sucesso pelo Corpo de Guardas da Revolução Islâmica do Irã (IRGC) na semana passada.

Ele marca um novo capítulo no programa espacial do país, que depende de tecnologias projetadas e desenvolvidas em casa.

Embora tenham sido disponibilizados poucos dados sobre o Nour-1 e suas características, sua classificação como satélite polivalente com usos especiais no setor de defesa sugere que o IRGC atingiu tal maturidade tecnológica que agora pode planejar e realizar com inteligência informações confiáveis. missões de guerra e reconhecimento militar do espaço, enquanto coleta dados que ajudam a manter os céus iranianos em segurança.

Mohammad Ali disse que o lançamento do satélite prova que o Irã possui a tecnologia para construir mísseis balísticos intercontinentais (ICBMCs) capazes de percorrer 5.500 quilômetros.

Zarif para Pompeo: iranianos decidem seu destino, política de 'pressão máxima' dos EUA falhou

Zarif para Pompeo: iranianos decidem seu destino, política de ‘pressão máxima’ dos EUA falhou

“O satélite não se destina apenas a manobras”, disse Najah, acrescentando que “pode ​​sobrevoar Israel e os Estados Unidos e é capaz de coletar e transferir instantaneamente informações sobre locais designados”.

Ele disse ainda que o lançamento bem-sucedido enviou uma mensagem clara para aqueles que pensam que o Irã não pode lutar simultaneamente em duas frentes de sanções e no surto de coronavírus.

“O Irã quer dizer que está pronto para qualquer situação de emergência e é firme em sua estratégia defensiva”, disse o analista, descrevendo a República Islâmica como um exemplo bem-sucedido de determinação e vontade na região.

Ao lançar o satélite, disse o analista, o Irã fez o anúncio de que se fortaleceu o suficiente para não permitir que o inimigo sequer pensasse em qualquer agressão, disse ele.

Presstv


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=261926

Publicado por em abr 28 2020. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS