Japão promete responder à China com ‘medidas duras’ por violação do seu espaço aéreo

O Japão ameaçou a China com “medidas duras” em caso de aviões chineses violarem o espaço aéreo japonês, disse na segunda-feira (26), o secretário-chefe do gabinete de ministros do Japão, Yoshihide Suga.
Caças J-10 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China no show aéreo em Zhuhai, China, 2014 (foto de arquivo)
Mais cedo, tornou-se público que, na véspera, cerca de 40 aviões chineses – bombardeiros estratégicos e caças das Forças Armadas da China – se haviam aproximado das ilhas Okinawa.

Segundo Yoshihide Suga, embora nenhuma violação do espaço aéreo japonês fosse registrada, se isso se repetir, o Japão tomará “medidas duras de acordo com o direito internacional e a lei sobre as forças de autodefesa japonesas”.

“Dois aviões militares da China, provavelmente caças, voaram entre as ilhas de Okinawa e Miyako, o que aconteceu pela primeira vez”, destacou Yoshihide Suga. “A partir de agora iremos seguir de perto as ações dos militares chineses”, prometeu o político.

A parte chinesa, por seu turno, declarou que realizou exercícios para treinar um voo de patrulhamento na zona de alcance do seu sistema antiaéreo sobre o mar do Leste da China.

“A zona aérea mencionada pela China inclui o nosso território das ilhas Senkaku (denominadas Diaoyu na China), o que é absolutamente inaceitável”, disse Suga. As ilhas de Senkaku (Diaoyu) são motivo de disputa territorial entre a China e o Japão. O Japão declara que está presente nas ilhas desde 1895, Pequim afirma que os mapas japoneses de 1783 e 1785 marcam as ilhas como território chinês. Depois da Segunda Guerra Mundial, as ilhas passaram a ser controladas pelos EUA, tendo sido transferidas para o Japão em 1972. Taiwan e a China continental defendem que o Japão ocupa ilegalmente as ilhas.

O Japão considera que a China e Taiwan começaram a reivindicar o território na década de 1970, depois de se tornar claro que as ilhas eram ricas em recursos fósseis.

Sputnik


Nota da Redação:

Como os subalternos governamentais nipônicos se sentem bem, fazendo tudo o que o patrão do Norte manda…

Porque não ouvem a voz da população que é mais consciente?

Em peso, os japoneses querem que os EUA retirem suas bases do país e pare de fomentar a guerra com os vizinhos; no dia que isso acontecer, esses problemas regionais serão facilmente resolvidos numa mesa.

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=249967

Publicado por em set 26 2016. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS