Israel bombardeia instalação militar síria

Idlib Media Center – 4.abr.2017/Associated Press
FILE -- In this Tuesday, April 4, 2017 file photo, provided by the Syrian anti-government activist group Edlib Media Center, which has been authenticated based on its contents and other AP reporting, shows Syrian doctors treating a child following a suspected chemical attack, at a makeshift hospital, in the town of Khan Sheikhoun, northern Idlib province, Syria. Turkey's health minister, Recep Akdag, said Tuesday, April 11, 2017, that test results conducted on victims of the chemical attack in Khan Sheikhoun confirm that sarin gas was used. (Edlib Media Center, via AP, File) ORG XMIT: CAITH101
Criança síria vítima de ataque químico com gás sarin, em abril de 2017
Bombardeios aéreos israelenses mataram duas pessoas em instalação militar no oeste da Síria nesta quinta (7), segundo o Exército sírio.O ataque teve como alvo uma instalação perto da cidade de Masyaf, descrita como uma fábrica de mísseis. De acordo com algumas fontes, porém, a fábrica tem ligação com o programa de armas químicas do governo sírio.

“Aviões israelenses dispararam vários mísseis hoje, às 2h42 locais, do espaço aéreo libanês, contra uma das nossas posições militares perto de Masyaf, provocando danos materiais e a morte de duas pessoas que estavam nas instalações”, declarou o Exército sírio em comunicado.

Masyaf é uma localidade síria a cerca de 60 km da cidade costeira de Tartus, onde a Rússia -aliada do governo Bashar al-Assad- tem uma base naval.

Ao norte de Masyaf, o governo sírio tem instalação militar que serve de campo de treinamento e abriga um escritório do Centro de Pesquisas e Estudos Científicos (SSRC, na sigla em inglês).

Os Estados Unidos acusam o SSRC de desenvolver o gás sarin que teria sido usado em um ataque do governo em abril contra a cidade síria de Khan Sheikhun. A ofensiva deixou dezenas de mortos.

“Estamos determinados a prevenir que nossos inimigos machuquem ou mesmo criem a possibilidade de machucar a segurança dos cidadãos israelenses”, disse o ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, em entrevista a uma rádio.

Israel já fez diversos bombardeios a carregamentos que suspeita serem de armas enviadas ao Hizbullah, que apoia o presidente Bashar al-Assad na guerra civil na Síria.

Várias instalações militares sírias, principalmente perto das colinas de Golã, também já foram bombardeadas por Israel, mas o governo de Assad não retaliou.

Associated Press


Nota da Redação:

Com essa conversa fiada que estão atacando o programa de armas químicas da Síria, o governo sionista de Israel, está na realidade, impedindo que rebeldes sírios que recebem armas, financiamento e ajuda militar de Israel, sejam massacrados pelas forças do governo sírio.

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=256279

Publicado por em set 11 2017. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS