Irã diz que alguns membros da Opep trabalham para atender aos interesses dos EUA

O ministro iraniano do Petróleo, Bijan Zanganeh, disse que alguns membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) estão tomando suas decisões sobre a produção de petróleo “de acordo com as políticas dos EUA”.

O ministro do Petróleo de Teerã fez os comentários em reação à decisão tomada pela OPEP com a Rússia e outros aliados produtores de petróleo para elevar a produção a partir de julho, com a Arábia Saudita prometendo um “mensurável” impulso de oferta.

“Alguns membros estão interpretando a última decisão da Opep sobre a produção de petróleo de forma diferente… e estão agindo em conformidade com as políticas dos EUA”, disse Zanganeh, segundo a agência de notícias Khaneye Mellat, do Irã.

Zanganeh também expressou preocupações sobre a oferta da Arábia Saudita para bombear mais petróleo bruto, dizendo que nenhum país-membro deve ter permissão para assumir a parte de produção de outro país-membro. No início de agosto, o Irã emitiu uma carta formal de queixa ao presidente da OPEP, acusando outros membros da OPEP de tentar redistribuir quotas de conformidade de produção entre os membros selecionados, refletindo assim os interesses dos países não membros da OPEP.

A declaração de Zanganeh veio depois que Washington impôs novamente sanções contra o Irã. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o país do acordo nuclear de 2015, no qual Teerã acabou com o programa nuclear em troca de os EUA retirarem a maior parte de suas sanções. Washington também pediu aos seus aliados que reduzam as importações de petróleo iraniano para zero.

Sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=258870

Publicado por em ago 25 2018. Arquivado em 1. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS