Índia junta-se a 3 outras potências capazes de destruir um satélite

O Primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, apresentou dramaticamente em um discurso televisionado, em 27 de março de 2019 (ou seja, durante a campanha eleitoral), os resultados positivos do teste da Defense Research and Development Organização (Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa- ndT) (DRDO): Missão Shakti (Força).

Um míssil indiano conseguiu destruir um de seus próprios satélites (o Microsat-R, pesando 740 kg), a 280 km de altitude.

- Em 2007, a China foi a primeira potência a destruir um dos seus satélites (o Fengyun 1C) a 800 km de altitude.
- Em 2008, os Estados Unidos faziam o mesmo com um satélite (o USA-193), mas somente a 240 quilômetros de altitude.
- A Rússia não testou seu próprio sistema de destruição de satélites, o Nudol.

O teste indiano teria criado 6.500 pedaços de detritos, de mais de 5 mm, no espaço. Eles se dispersaram a uma velocidade de 9,8 km/s, colocando em risco o tráfego civil ao redor da Terra.

voltairenet.org


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=260029

Publicado por em abr 11 2019. Arquivado em TÓPICO II. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS