Imprensa americana culpa Pompeo e Bolton pelo fiasco na Venezuela

Os principais veículos de imprensa dos Estados Unidos publicaram na quinta-feira (2) artigos sobre o fiasco da política do governo norte-americano para a Venezuela, conduzida pelos dois principais auxiliares do presidente Donald Trump na área externa: o secretário de Estado, Mike Pompeo, e o assessor de Segurança Nacional, John Bolton.

Ambos os dirigentes ficaram chamuscados depois que na terça-feira (30) fracassou mais uma tentativa de golpe de Estado contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro e este demonstrou força popular e entre os militares que, esmagadoramente e pela voz dos comandantes da Força Armada Nacional Bolivariana declararam lealdade ao presidente.

O jornalista Nelson de Sá aponta em sua coluna na Folha de S.Paulo que a decisão dos militares venezuelanos de ficar ao lado de Nicolás Maduro “levantou questões sobre se os assessores de Donald Trump foram vítimas de uma leitura equivocada dos acontecimentos e se Trump pode perder fé no esforço” no país.

A coluna revela que até mesmo a CIA, responsável pela espionagem dos Estados Unidos questiona a avaliação de Pompeo e Bolton de que Cuba estaria envolvida com a segurança do governo venezuelano. “A avaliação da CIA é que Cuba está muito menos envolvida do que creem altos funcionários do governo.”

colunista diz ainda, reproduzindo opinião da imprensa dos EUA, que o Pentágono minimiza a possibilidade de intervenção.

Brasil247


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=260134

Publicado por em maio 3 2019. Arquivado em 3. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS