Grupo de forças russas no Mediterrâneo poderá ser aumentado

Navio ligeiro porta-mísseis Mirazh da Frota do MAr Negro no porto de Sevastopol, Rússia

O número de forças militares russas no Mediterrâneo pode aumentar quando a Rússia tiver uma base permanente em Tartus, disse o presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), Viktor Ozerov.

“Com certeza, porque a base será usada não somente com o objetivo de luta contra o terrorismo”, disse Ozerov respondendo à questão sobre a hipótese de aumentar o grupo naval depois da criação da base russa permanente em Tartus.

Segundo ele, os navios que serão posicionados em Tartus poderão desempenhar outras tarefas, como  a desativação de minas e a luta contra a pirataria no mar.

Além disso, ele afirmou que será criada uma nova infraestrutura na base aérea russa de Hmeymim na Síria, inclusive uma segunda pista de aterrissagem, serão aperfeiçoadas as capacidades radiotécnicas das forças e os meios da defesa antiaérea. Em outubro o Ministério da Defesa russo anunciou a sua intenção de criar uma base naval permanente em Tartus. Os acordos correspondentes já estão preparados, afirmaram os militares russos.

sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=251301

Publicado por em nov 21 2016. Arquivado em 3. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS