Golpe no dólar: Irã e Coreia do Sul farão comércio em suas moedas nacionais

Seul e Teerã conseguiram chegar a um acordo para usar suas moedas nacionais no comércio bilateral, o que indica que ambos os países buscam fortalecer as relações apesar das sanções dos EUA contra Teerã, informaram as agências Yonhap e Irna.

A Coreia do Sul e o Irã também concordaram em realizar transações bancárias e financeiras usando a moeda nacional sul-coreana, o won. Isso permitirá às empresas sul-coreanas e iranianas continuar suas vastas trocas comerciais em vários campos.

O comércio bilateral sul-coreano-iraniano superou 12 bilhões de dólares (R$ 45 bilhões) no ano passado, revelou ao canal Press TV o embaixador iraniano em Seul, Saeid Badamchi Shabestari.

O diplomata sublinhou que as duas economias se complementam entre si e estão determinadas a aprofundar seus laços comerciais no meio das “ações unilaterais hostis e ilegais” dos EUA.

Nota de cinco dólares em chamas
Anteriormente, o embaixador sul-coreano em Teerã, Ryu Jeong-hyun, explicou que, embora muitas empresas europeias tenham abandonado o Irã sob pressão das sanções dos EUA, as empresas sul-coreanas estão cientes da importância do mercado iraniano e optaram por permanecer nesse país.

O Irã e seus parceiros comerciais têm vindo a negociar a redução da cota-parte do dólar em suas trocas comerciais em resposta às sanções dos EUA. A Rússia, a Turquia, a Índia, o Iraque, o Qatar ou a China, entre outros países, estão adotando medidas para realizar as transações comerciais em moedas nacionais e, assim, evitar a pressão de Washington.

Presstv


Nota da Redação:

Resumidamente, é mais ou menos assim: na conversão de duas moedas a um preço comum, com base no valor que elas têm frente ao dólar, se faz apenas uma conversão, que é bem melhor do que utilizar uma 3a moeda, como intermediária da negociação; ou seja, evita a perda de uma conversão a mais.

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259293

Publicado por em nov 8 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS