Funcionário de consulado dos EUA na Turquia é preso por relação no golpe

Istambul – A polícia da Turquia deteve um funcionário do Consulado Geral dos Estados Unidos em Istambul, por conta de sua suposta relação com a tentativa de golpe de Estado, em julho do ano passado, segundo informações passadas nesta quinta-feira pelo jornal pro-governamental “Sabah”.


O homem é um cidadão de nacionalidade turca, identificado como Metin Topuz, que foi detido no último sábado e levado para prisão preventiva ontem.

Topuz é acusado de supostos vínculos com ex-responsáveis da polícia turca, relacionados com a confraria do clérigo islamita Fethullah Gulen, que, segundo o governo turco, foi o responsável pela tentativa de golpe.

O detido será processado por espionagem e tentativa de destruição da ordem
constitucional.

Desde a tentativa de golpe, cerca de 140 mil funcionários foram demitidos e
aproximadamente 10 mil pessoas foram detidas por suposto vínculo com a rede de
Gulen, que vive exilado nos Estados Unidos e que teve sua extradição pedida pela
Turquia.

EFE


Nota da Redação:

Ainda se pergunta pelo mundo a fora, qual o país que sofreu golpe, que não tem o aval e/ou o dedinho sujo do imperialismo…

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=256460

Publicado por em out 5 2017. Arquivado em TÓPICO II. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS