Exército chinês tenciona reduzir número de efetivos para dar prioridade a outros serviços

A China vai reduzir o número de seus militares a fim de aumentar as despesas com outros serviços estratégicos, comunicou a mídia local nesta sexta-feira (10), citando um alto oficial.

Soldados do Exército de Libertação Popular da China

De acordo com o chefe do Departamento de Mobilização da Defesa Nacional da Comissão Central Militar da China, os efetivos do exército serão cortadas em prol de outros serviços no âmbito da reforma militar de escala nacional, mas o número concreto da redução não foi especificado, informou a agência Press Trust of India.

Em setembro de 2015, o presidente chinês Xi Jinping anunciou que o Exército de Libertação Popular (ELP) chinês reduziria suas forças entre 300 mil e 2 milhões de soldados até o ano de 2017, continuando, mesmo assim, a ser o maior exército do mundo.

Em janeiro, as mídias comunicaram que por volta de 50 oficiais do ELP deixariam seus postos em 2017 para abrir caminho para a nova geração de oficiais.

Sputnik


Nota da Redação:

A China aumentou seus investimentos em tecnologia militar, dessa forma, certamente precisará conter diversos gastos menos importantes.

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=254021

Publicado por em mar 11 2017. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS