Evo Morales: ao admitir intervenção, Trump reconhece ser instigador do golpe na Venezuela

O presidente boliviano, Evo Morales, disse que as palavras do líder americano Donald Trump sobre a possibilidade de enviar militares à Venezuela revelam o papel principal dos EUA na tentativa de organizar um golpe nessa república latino-americana.

Mais cedo no domingo (3), o presidente norte-americano, Donald Trump, disse à CBS que uma possível intervenção militar dos EUA na atual crise política da Venezuela é “uma das opções”.

Ao revelar que negou reunião ao irmão Nicolás Maduro e repetir que a invasão militar contra o povo venezuelano é “uma opção”, Trump reconhece ser o principal instigador do golpe contra a Venezuela. Governos e povos livres exigimos diálogo e paz para Venezuela

Morales é um dos poucos líderes sul-americanos que apoiam Nicolás Maduro, enquanto os demais expressaram seu apoio a Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana, que se proclamou presidente interino. A Bolívia participará da primeira reunião do grupo de contato sobre a Venezuela, marcada para 7 de fevereiro em Montevidéu.

A Venezuela está passando por uma crise política que se agravou ainda mais depois que o líder da oposição, Juan Guaidó, se autoproclamou em 23 de janeiro presidente interino do país.O atual presidente Nicolás Maduro acusou Washington de tentar orquestrar um golpe de Estado no país com sua decisão de declarar o apoio dos EUA e seus aliados a Guiadó.

Sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=259743

Publicado por em fev 5 2019. Arquivado em 1. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS