EUA não reconhecem o status soberano e querem parar o domínio da Rússia e China no Ártico