EUA buscam criar na América Latina situação militar igual a do Oriente Médio

EUA buscam criar na América Latina situação militar igual à do Oriente Médio'. 26569.jpeg

Estados Unidos e seus aliados estão preparando o terreno na América Latina pra uma intervenção a longo prazo, disse à Sputnik o especialista em relações internacionais, Ghazi Nassendini, presidente do Centro de Análise e Estudos Global AZ.

“Os Estados Unidos estão preparando condições para os próximos anos, para criar uma situação muito semelhante à do Oriente Médio na América Latina que justifique sua intervenção direta nos assuntos de outros países”, explicou o especialista.

Opinião: América Latina não está a par do desenvolvimento do Daesh na região

Os EUA podem defender de forma mais “simples” sua intervenção militar e política, assim como “estabelecer regimes neocoloniais obedientes às políticas norte-americanas”, caso declarem a existência de ameaça à sua segurança, indicou Nassendini.

Antes de avaliar se a América Latina poderia ser uma zona de trânsito para grupos terroristas como o Daesh – proibido na Rússia, o analista acredita ser preciso observar a proliferação da doutrina e da formação destes grupos.

“Agora nós temos que fixar e advertir a nível mundial de onde chega o pensamento salafista-wahhabita, porque é dali que vão surgindo estes grupos terroristas que se preparam para algo no futuro”, explicou.

Segundo Nassendini, a criação destes grupos foi útil para que Washington pudesse derrubar os governos aliados da União Soviética na década de 80, como é o caso do Afeganistão e Paquistão.

“E como isso funcionou para os Estados Unidos e para seus aliados no Golfo Pérsico, eles optaram por esta política em vários lugares”, comentou.

Atualmente, a existência do Daesh serviu para levar as tropas dos EUA para a Síria, apesar de não terem uma relação “muito amistosa” com o governo do presidente Bashar Assad, considerou o analista.

Chancelaria russa alerta: ‘Daesh pode usar a América Latina como zona de trânsito’

“De nenhuma forma, o governo sírio permitiria aos EUA que tivessem bases militares, aéreas, marítimas, de veículos blindados, em seu território, porém, aproveitando-se da situação dos terroristas – enviados, financiados e treinados pelo Ocidente, EUA concederam para si próprios o direito de intervir na Síria militarmente”, afirmou.

Neste sentido, o analista adverte para todos os países da América Latina sobre a presença de escolas e fundações que difundem e formam cidadãos nas crenças do Daesh.

“Realmente os países devem prevenir isto e, para fazê-lo, devem contar com políticas estratégicas, realmente sujeitas ao direito internacional, aos direitos humanos, e ter uma supervisão muito aguda sobre o pensamento propagados nestes colégios, nestas escolas”, indicou.

Embora Nassendini diga que não pode afirmar que não haja grupos jihadistas na Venezuela e em outros países da região, ele alertou sobre as condições para a propagação destas crenças.

“Não posso dizer que existam jihadistas que sejam elementos já formados, já treinados, com objetivos, com base, com plataforma; isso não posso dizer, mas existem condições que criam os jihadistas, e isso é muito pior”, assinalou.

Rússia aposta em impor embargo a territórios controlados pelo Daesh

Em relação a isso, recordou que os Estados Unidos estão trabalhando a longo prazo e que os governos da região, “sejam de esquerda ou de direita”, carecem de “maturidade política e governabilidade necessária” para prevenir esta situação, já que estas condições os convertem em uma presa fácil para uma intervenção estrangeira.

Alguns dias atrás, tanto o direto adjunto do Departamento de Novos Desafios e Ameaças do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Dmitry Feoktistov, como o chefe do Comando do Sul dos EUA, almirante Kurt Tidd, fizeram referência à possibilidade de que, no futuro, integrantes do Daesh possam utilizar países da América Latina e do Caribe como territórios de trânsito

port.pravda.ru


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=254993

Publicado por em maio 16 2017. Arquivado em 1. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

1 Comentário para “EUA buscam criar na América Latina situação militar igual a do Oriente Médio”

  1. enganado

    Pois é, a rede GOEBBELS monitorada pelos ANGLO_SIONISTAS ((agora donos)) racharam o ex-BRASIL, agora bra(Z)iUSA™ (( nome de fantasia, só serve para consumo comercial externo )), em 2 partes, senão mais. Então os 12P’s = POBRES, PRETOS, PROSTITUTAS, PROFESSORES, PERIFÉRICOS, PETISTAS, PROLETÁRIOS, PATRIOTAS, PERSEGUIDOS, PENSIONISTAS, PRESIDIÁRIOS e o POVÃO de um lado, e a DIREITA=miliatres((PM´s / PF_DB = polícias civis estaduais))=industriais=banqueiros=míRdia=… classe rica e mais meia dúzia de iludidos da classe méRdia que são metidos a ricos, tipo classe méRdia de S. Paulo= … . Cabe ressaltar, NUNCA mais seremos os mesmos brasileiros antes do GOLPE-2016 e Lava-Jato, falo isso por mim, perdi amizades porque não defendi/defendo/defenderei LADRÕES como __juiz moro_ / FHC / AÓPIO / banqueiros / TODOS o “”judiciário””, ali não escapa ninguém ___todos sempre foram venais__ pode até escapar um ou outro; na _PF_ __gente que investiga ainda defende póRRELLA / AÓPIO / FHC / çE$R$R$RA / a juizada do çTF / TçE / … e assim vai … ah, ah, ah, quer saber vão para PQP. As ex-amizades coitados vão responder a um Poder Maior e chorar lágrimas de sangue por defenderem CONSCIENTEMENTE INJUSTIÇAS!!!! Taí o quadro que os ANGLO_SIONISTAS organizaram para o começo de uma Guerra Civil. Não me iludo, nós os 12P’s = POBRES, PRETOS, PROSTITUTAS, PROFESSORES, PERIFÉRICOS, PETISTAS, PROLETÁRIOS, PATRIOTAS, PERSEGUIDOS, PENSIONISTAS, PRESIDIÁRIOS e o POVÃO vão PERDER, porque o tal de exército=Tropa de Ocupação (falam português sem sotaque) vão entrar MATANDO como SEMPRE para defender os interesses ANGLO_SIONISTAS__ O BRASIL é um mero detalhe, não vai ao caso (PHA)____. Já escrevi isto um culhâo de vezes, pois é só aguardar o desfecho, ou seja, vamos virar “””UScrânia “””, com seguinte nome: “”estadUS unidUS dUS __braZiUSA””. Isto aqui é como o (PHA) escreve: repUSblica federativa da CLOACA=do CX da Mãe Joana. Parabéns ao tal exército dUS __braZiUSA__ pelo amor a Pátria.

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS