Erdogan envia 100 especialistas à Rússia para treinamento de operação do S-400

Cerca de 100 especialistas da Turquia foram enviados à Rússia para aprender como operar os sistemas de defesa antimísseis S-400, de fabricação russa, disse neste domingo (14) o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

O Ministério da Defesa turco disse na sexta-feira (12) que os aviões que transportam componentes para o sistema S-400 começaram a chegar a Ancara.

“As 100 pessoas que enviamos para a Rússia para treinamento [nos sistemas S-400] poderão mais tarde treinar outras pessoas. Portanto, quando voltarem elas treinarão [outras pessoas]. Esse número [de especialistas] não é suficiente, e, talvez, 100 serão multiplicados por 10”, disse Erdogan aos chefes da mídia turca, conforme citado pela emissora Haberturk.

O presidente também ressaltou que todo o processo de importação e instalação dos sistemas S-400 terminará em abril de 2020.

Acordo mais importante da história da Turquia

Erdogan classificou o acordo de compra dos S-400 como o mais importante da história turca, e entendeu como um passo para a co-produção com a Rússia e o diálogo sobre os sistemas de defesa aérea S-500.

O presidente turco ressaltou que a Turquia está comprando os S-400 apenas para garantir sua segurança nacional e não para se preparar para ações militares.

Ele também observou que a OTAN deveria estar feliz que a Turquia obteve os sistemas de mísseis russos.

Erdogan afirmou que a Turquia está entre os países mais poderosos da OTAN e também que é o país mais poderoso de sua região.

Polêmica com os EUA

Em dezembro de 2017, Moscou e Ancara assinaram um contrato de empréstimo para a entrega dos sistemas de defesa aérea S-400 à Turquia.

A transação entre a Turquia e a Rússia sobre este assunto foi criticada pela OTAN e pelos EUA.

Ambos citaram preocupações de segurança e incompatibilidade dos S-400 com os sistemas de defesa aérea da OTAN. Os EUA chegaram a ameaçar impor sanções à Turquia por causa do acordo, mas Ancara manteve-se firme em sua intenção de adquirir os sistemas de mísseis.

No entanto, em 4 de julho, o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, disse que as divergências entre os EUA e a Turquia quanto à aquisição dos S-400 por Ancara começaram a diminuir após a recente cúpula do G20 em Osaka, no Japão.

Sputnik


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=260541

Publicado por em jul 15 2019. Arquivado em TÓPICO II. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS