Condenação de Lula mostra subserviência aos EUA, diz Comparato

 

 

 

Comparato é categórico ao afirmar que há ingerência estrangeira por trás de todos esses acontecimentos. “O que acontece é que por trás de todo esse golpe contra a Dilma, e mesmo a partir de 2013, com as tais manifestações em todo o Brasil, há a influência norte-americana.”

Para o jurista, o objetivo de Moro é afastar o ex-presidente, porque, para os americanos, o grande perigo era justamente “o fato de um operário que assume o poder, eleito pelo povo depois de três derrotas, e governa dois mandatos com apoio de 80% do povo”

“Ele não poderia ser deixado livre”, acrescenta Comparato, que cita como exemplo dos interesses norte-americanos o pré-sal. “Eles se utilizaram de um indivíduo chamado José Serra para conseguir tirar isso da Petrobras. Depois, esse indivíduo tornou-se ministro das Relações Exteriores (do governo Temer), antes de Aloysio Nunes Ferreira, que, como todo radical – pois ele foi chofer do Marighella – saiu da extrema-esquerda para a extrema-direita”, avalia o professor.

Ele lembra o caso divulgado pelo site WikiLeaks, em que o ex-ministro das Relações Exteriores José Serra prometeu à petroleira Chevron, em 2009, que, se ele ganhasse as eleições de 2010, o marco de exploração do petróleo seria alterado.

Para Comparato, outra questão que provocou grandes incômodos entre os norte-americanos em relação aos governos petistas, essa no plano internacional, foi a criação do Brics, o bloco formado entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. “Tudo isso se tornava um perigo para os Estados Unidos. A mesma coisa se viu depois, com a exportação de carne bovina”, observa, em referência ao escândalo da JBS. “O Brasil era o maior exportador de carne bovina.”

O encadeamento de todos esses fatos com a condenação de Lula por Moro, diz o jurista, “mostra que finalmente há uma lógica em toda essa questão: essa lógica não diz respeito absolutamente à manutenção de algum regime moderado, mas simplesmente a volta à obediência total do Brasil aos desígnios norte-americanos”.

Para ele, esses desígnios e objetivos permanecerão ativos durante o processo dos recursos da defesa de Lula nos tribunais superiores nos próximos meses. “Evidentemente, vão prosseguir nisso para impedir a candidatura Lula em 2018.

Rede Brasil Atual


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=255701

Publicado por em jul 14 2017. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

1 Comentário para “Condenação de Lula mostra subserviência aos EUA, diz Comparato”

  1. enganado

    Caro Sr. o jurista Fábio Konder Comparato , o senhor esqueceu de mencionar em seu comentário que tudo isto ocorre no __braZiUSA__ atual, com TOTAL aquiescência/apoio/sustentabilidade dos militares que aqui estão estacionados e que ainda se dizem: PATRIOTAS . PERGUNTO:: A que Senhores os mesmos obedecem? Qual foi a bandeira que juraram? Qual é o Hino que cantam? Suas certidões de nascimentos, os brasões da república contêm os ramos de café? 7 de setembro é mesmo sua data magna? Ou será na verdade “””4 de Julho”””” ? Penso que na verdade são mesmo uma TROPA de OCUPAÇÃO comandada pelos ANGLO_SIONISTAS=USraHell. O que mais doe por __Ironia de Nosso Destino__, é que volta e meia fazem uma enquete e o POVÃO os coloca como a “””instituição mais respeitada do País””””. O Sr. concorda que esta cortina deste palco precisa ou não CAIR??? A verdade precisa vir à tona!! Quer saber? Rogo a DEUS sempre que acabe com este _VÉU_ e mostre a verdade para o Nosso Sofrido POVÃO e eternamente enganado. Pena que nunca o Senhor vai ler este meu clamor por Justiça, só espero que alguém, algum dia possa ler e reagir a altura. DEUS é Pai!!!!

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS