CNN: A Coréia do Norte rejeitou todas as propostas dos EUA sobre desnuclearização

Esta imagem sem data divulgada pela Agência Coreana de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) em 8 de agosto de 2018 mostra o líder Kim Jongu-n (L) inspecionando a Fábrica de Conservas de Peixe Kumsanpho com sua esposa Ri Sol Ju (C) na Província de South Hwanghae. Coreia do Norte.  (Foto por AFP)
Esta imagem sem data divulgada pela Agência Coreana de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) em 8 de agosto de 2018 mostra o líder Kim Jongu-n (L) inspecionando a Fábrica de Conservas de Peixe Kumsanpho com sua esposa Ri Sol Ju (C) na Província de South Hwanghae. Coreia do Norte. (Foto por AFP)

A Coréia do Norte rejeitou as “repetidas” propostas dos EUA sobre a desnuclearização, considerando-as “semelhantes a gângsteres”, informou a CNN, citando importantes fontes diplomáticas.

Os EUA fizeram, e continuam a fazer, “propostas específicas para iniciar e avançar para o ponto final da desnuclearização totalmente verificada”, incluindo um cronograma, informou a emissora.

Ele disse que as “vagas promessas” que emergiram da reunião entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un, em junho, resultaram em uma desconexão diplomática.

O breve documento produzido na cúpula não incluiu prazos nem promessas específicas ou marcos a serem cumpridos, permitindo que ambos os lados o interpretassem como quisessem, acrescentou a CNN.

Washington vinculou o levantamento de sanções contra Pyongyang à desnuclearização total e verificável da Coréia do Norte, que insiste em que as sanções sejam removidas antes de dar mais passos.

A CNN citou uma autoridade com conhecimento próximo da posição da Coréia do Norte sobre o assunto, dizendo que as contínuas negociações entre os EUA e a Coréia do Norte dependem da disposição de Washington de fazer um movimento ousado e concordar com um tratado de paz com Pyongyang.

O Norte diz que os EUA estão recuando em suas promessas. A Coréia do Norte divulgou um comunicado na ONU na quinta-feira, insistindo que elementos do governo dos EUA não estão aderindo ao espírito do diálogo estabelecido durante a cúpula de Kim-Trump em Cingapura.

De acordo com o comunicado, enquanto Pyongyang adotou “tais medidas práticas de desnuclearização como a interrupção do teste nuclear e o teste de fogo ICBM” e “medidas gerais” como a repatriação da Guerra da Coréia permanece “, os EUA responderam à nossa expectativa incitando sanções internacionais e pressão contra (Coréia do Norte) “.

A declaração não culpou o presidente dos Estados Unidos, mas destacou algumas autoridades de alto escalão dentro do governo dos EUA, que alega estar indo contra a vontade de Trump.

A Coréia do Norte denunciou nesta quinta-feira os pedidos dos EUA para impor sanções internacionais e disse que o progresso nas promessas de desnuclearização não poderia ser esperado se Washington seguisse um “roteiro de atuação ultrapassado”.

Pyongyang instou Washington a adotar medidas recíprocas para seus gestos de boa vontade, dizendo que os EUA responderam à sua expectativa incitando sanções e pressões internacionais.

Presstv


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=258790

Publicado por em ago 11 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS