CIA congelou toda a ajuda aos “rebeldes sírios”