China contesta interferência do G7 em seus assuntos marítimos

 

 

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang, fez a afirmação depois que uma comunicação conjunta como fechamento da cimeira 2017 do Grupo dos Sete (G7), afirmou que os membros desse agrupamento estão comprometidos a “manter uma ordem baseada em normas no domínio marítimo com base nos princípios do direito internacional”.

De igual modo expressaram preocupações pela situação no Mar Oriental e no Mar Meridional da China.

“A posição da China sobre os assuntos do Mar Oriental da China e do Mar Meridional da China é clara e consistente”, indicou Lu.

Ele enfatizou que este governo se comprometeu a manejar apropriadamente as disputas, consolidar a cooperação e salvaguardar a paz e a estabilidade do Mar Oriental da China e do Mar Meridional da China através de conversas e consultas diretamente com as partes relacionadas.

Pediu qque o G7 entenda situação, para “assegurar à promessa de não tomar postura sobre as disputas correspondentes à zona, respeitar plenamente os esforços feitos pelas nações na região para manejar as disputas, e deixar de fazer declarações irresponsáveis”.

Prensa Latina


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=255137

Publicado por em maio 29 2017. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS