Chico Lopes: “Fidel mostrou que vale a pena lutar”

 

 

"Ele mostrou que o ser humano não deve se conformar com a exclusão social, em que poucos têm muito e muitos têm quase nada", destaca o deputado.  “Ele mostrou que o ser humano não deve se conformar com a exclusão social, em que poucos têm muito e muitos têm quase nada”, destaca o deputado.

Para Chico Lopes, Fidel foi um dos grandes protagonistas da história latinoamericana, ao lado de guerreiros como Simón Bolívar e José Marti, defendendo o direito dos povos à liberdade e à soberania. “Fidel foi uma grande influência para nossa geração, que lutou contra a ditadura militar no Brasil e sonhou com o socialismo, que nada mais é do que a construção de um mundo mais justo e menos desigual”, ressalta o parlamentar cearense.

“Ele mostrou, na prática, que isso é possível, que o ser humano não deve se conformar com a realidade de exclusão social, em que poucos têm muito e muitos têm quase nada. Algo que muitos querem fazer pensar que é normal e eterno, mas que na verdade traz injustiças, conflitos, guerras.. Mudar essa realidade é possível, e Fidel e Cuba demonstraram isso na prática, em uma experiência muito criticada pela imprensa, por muita gente, mas também de conquistas sociais que são inegáveis, na educação, na saúde, em prol do povo cubano”, aponta Chico Lopes.

Reflexão sobre o Brasil atual

“Neste dia triste pela partida de um líder mundial do século XX, como Fidel, não há como não refletir sobre a tristeza da atual realidade do nosso País, em que mais uma vez vemos em risco as conquistas populares alcançadas nos últimos anos, quando o Brasil melhorou um pouco a situação da sua gente, que passou a comer melhor, estudar mais, ter mais dignidade e mais acesso a meios para melhorar de vida”, acrescenta Chico Lopes.

“Parece que a Casa Grande não consegue aceitar que a Senzala melhore, e daí vem toda essa reação que estamos vendo, com um golpe de estado contra mais de 54 milhões de votos, com ataques diretos à educação, aos serviços públicos em geral, aos investimentos sociais por 20 anos”, relaciona o deputado, citando a PEC 55/241.

“Isso só iria trazer mais desigualdade. Espero que possamos seguir lutando contra esse atraso que teria impacto para várias gerações de brasileiros. O exemplo de Fidel, na luta por justiça e solidariedade entre os povos, deve inspirar a luta contra os golpistas e contra a tentativa de eliminação dos direitos do povo brasileiro”.

De Fortaleza – Dalwton Moura

Portal Vermelho


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=251480

Publicado por em nov 28 2016. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS