Chay: Quem olha para o próximo com igualdade, tende a ser de esquerda

 

Divulgação

 

Durante a entrevista, o ator foi indagado a falar sobre suas posições políticas, sendo o Wagner Moura citado como exemplo. Moura tem se manifestado contra o golpe e contra as medidas de retrocesso do governo Temer.

“Ele tem muito mais conhecimento de causa do que eu, pode falar sobre mais assuntos do que eu. Não me sinto preparado para falar sobre vários assuntos desse tema. Acho que, ultimamente, tem sido realmente importante se manifestar mais, uma necessidade que eu não sentia, talvez por não ter conhecimento nenhum antes, estou adquirindo esse conhecimento aos poucos. Ultimamente tenho sentido cada vez mais vontade de me manifestar, às vezes faltam oportunidades. Tenho aprendido muito sobre o que está acontecendo, e mesmo assim eu ainda não entendo nada, e acho difícil [haver] quem entenda”, declarou.

Questionado em que o jovem ator votou nas eleições de 2014, ele disse: “Na Dilma, nos dois turnos”.

“Então, para você, foi golpe?”, indagou o jornalista Marco aurélio Canônico. “Cara, foi golpe, né? Não para mim, foi golpe com certeza. Isso é muito claro”, respondeu.

Do Portal Vermelho


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=254416

Publicado por em mar 28 2017. Arquivado em 2. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS