Aviões militares americanos pousam no aeroporto de Manaus


Dois aviões militares dos Estados Unidos pousaram nesta semana no aeroporto de Manaus, intrigando amazonenses, um ano após o presidente norte-americano Donaldo Trump afirmar que teria consultado seus assessores sobre a possibilidade de invadir a Venezuela.

Entre as suposições levantadas por todos que avistaram as aeronaves, estava a de que os aviões teriam trazido armamentos e militares para treinar na Amazônia, de onde seguiriam para realizar a suposta invasão à Venezuela.

Ao jornal Em Tempo, a Infraero informou que nos últimos dias 13 e 14, o aeroporto de Manaus recebeu a aeronave C130 e a aeronave C17, ambas da USAF, sendo que a aeronave C130 permaneceu 2 horas no pátio, e a C17 pernoitou no terminal, permanecendo por proximamente 20 horas na capital.

A Infraero, ainda deixou claro que a C130, procedente do aeroporto internacional Silvio Pettirossi, Paraguai, teve como destino ao aeroporto internacional Luis Muñoz Marin, em Porto Rico. Já a C17, procedente da Base Aérea de McGuire, New Jersey, retornou para seu destino inicial.

Com quatro turbinas, sendo duas em cada asa, as aeronaves medem 56 metros de comprimento por 16 de altura e possuem capacidade para levar quase 80 mil quilos, entre pessoas, veículos e armamentos.

Brasil247


Nota da Redação:

Não seria surpresa que nosso governo tenha aberto as pernas para os EUA ao permitir-lhe que faça daqui a “casa da mãe Joana”, para entrar, sair, fazer o que quiser e depois, ir embora sem dar satisfação nenhuma, tamanha a subserviência existente.

É estranho, mas não se vê um só militar questionar o episódio!

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=258722

Publicado por em jul 30 2018. Arquivado em TÓPICO I. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS