Analista: EUA bloqueiam qualquer processo de paz na Síria

EUA-terrorista e rebelde

O chanceler russo, Sergei Lavrov sublinhou a necessidade de se encontrar uma solução política rápida para o conflito mortal emocionante Síria. O principal diplomata russo também advertiu que o apoio a extremistas que lutam para derrubar o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad está a dificultar as tentativas para resolver a crise.

A Rússia tem desempenhado um “papel muito construtivo” na obtenção de uma solução política na Síria, mas são os Estados Unidos que está impedindo qualquer tipo de processo de paz, diz analista e documental fabricante de política.

“A Rússia mostrou que está disposta a cooperar para tentar chegar a uma solução para a crise na Síria, então é meio irônico que os Estados Unidos é o único que  bloqueia completamente qualquer tipo de processo de paz, considerando que  sãoeles que criaram a confusão na Síria, em primeiro lugar “, disse Boris Malagurski Press TV.

Ele também afirmou Washington causou um vácuo de poder em partes do Oriente Médio, com a invasão do Iraque e apoiar os chamados militantes moderados na Síria, que levou ao fortalecimento dos terroristas Daesh takfiri.

O analista ainda descartoualegação dos EUA de separar militantes moderados de terroristas extremistas na Síria como “cômica”, acrescentando que todos os grupos que estão lutando contra o presidente Assad  cometem “crimes hediondos”.

Malagurski também observou que a Rússia tem sido marcante posições Daesh na Síria a pedido oficial do governo de Damasco, enquanto os Estados Unidos tem “ilegalmente” bombardeado o país devastado pela guerra.

Ele também opinou que a campanha aérea da coalizão liderada pelos Estados Unidos na Síria tem “muito pouco sucesso.”

De acordo com o analista, Washington está à espera dos resultados da eleição presidencial dos EUA antes de tomar qualquer outra medida no que se refere ao conflito na Síria.

Desde março de 2011, a Síria foi atacada pela militância rebelde de alguns estados ocidentais e seus aliados regionais.

Enviado Especial das Nações Unidas para a Síria Staffan, estima que mais de 400.000 pessoas foram mortas no conflito.

presstv.ir


 

Be Sociable, Share!

URL curta: http://navalbrasil.com/?p=250927

Publicado por em nov 3 2016. Arquivado em 4. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

CLIQUE ACIMA PARA RECEBER COMENTÁRIOS POR E-MAIL. ATENÇÃO: AO COMENTAR, UTILIZE UM E-MAIL ÚTIL - COOPERE COM NOSSO TRABALHO.

CLIQUE SOBRE AS NOTÍCIAS